Máquina da Semana: Emme Lotus 422T

O carro mais misterioso da História do Brasil foi fabricado em Pindamonhangaba pela Megastar, entre os anos de 1997 e 1999. Foram produzidas apenas 15 unidades dos modelos 422T. Os modelos de entrada eram o Emme Lotus 420 e o Emme Lotus 420T, eram equipados com motores 2.0 aspirado com 148 cv de potência e 2.0 turbo com 200 cv, mas não se sabe se chegaram a ser fabricados. 

 O Emme Lotus 422T tinha motor 2.2 turbo, com 264 CV com câmbio manual de cinco machas e tração traseira.  O carro foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, de 1998, no estande da própria Emme. Além do 422T a Emme também mostrou no Salão a Scooter Mirage, de 50 CC. O carro até apareceu na tabela de preços da Revista Auto Esporte de 1999, nas versões 420, 420T e 422T , mas a fábrica não chegou a produzir o carro em escala industrial, os poucos que foram produzidos saíram da fábrica de forma artesanal. Hoje em dia ninguém sabe quem eram os donos da Megastar, nem quem desenhou o carro, mas há uma teoria de que o carro foi projetado na Holanda. Ninguém sabe nem mesmo o que significa Emme.

O Emme 422T é uma cópia do Volvo ECC, conceito da marca sueca apresentado em 1992, o qual deu origem ao Volvo S80, lançado em 1998.

A grande prioridade na produção do Emme Lotus 422T foi a esportividade, pois vinha com o motor Lotus 2.2 turbo com cerca de 264 cv e segundo a Megastar, a velocidade máxima chaga a 270 km/h. isso fez do carro o carro mais potente e veloz fabricado no Brasil em todos os tempos. Depois da esportividade, o segundo ponto escolhido pelos idealizadores do carro foi o conforto, pois vinha com bancos revestidos em couro e acionamento elétrico.

 

A Megastar deixou a segurança em último plano, pois não tinha freios ABS nem airbag. O carro foi projetado para brigar com as versões esportivas dos sedãs alemães da Audi, BMW e Mercedes-Benz, custava mais de R$100 mil, em uma época que o carro mais caro dos nacionais era o Omega CD 4.1, custava R$43.000 (em 1997). Para brigar com os alemães, que vinham com airbag, ABS, controles de tração e estabilidade era muito difícil. O carro tinha motor de Lotus, câmbio de Mustang e o sistema de transmissão de Jaguar. A carroceria é feita de um material chamado Vextrim , um composto feito com uma mistura de plástico com fibra.

Galeria de imagens do Emme Lotus 422T

[print_gllr id=775]

%d blogueiros gostam disto: