Clássico: Volkswagen Passat

O Volkswagen Passat completou 40 anos recentemente e continua fazendo sucesso por onde passa. O carro esta na lista dos 10 mais vendidos da historia, com mais de 20 milhões de unidades produzidas. Lançado na Alemanha em 1973, o Passat foi criado baseado no Audi 80 seda do final dos anos 60, para tentar alavancar as vendas do grupo VW (quando o Passat foi lançado, a Audi já era controlada pela Volkswagen). O primeiro Passat foi desenhado por Giorgeto Giugiaro, um dos mais renomados designers de automóveis do mundo. O Passat lançado na Alemanha tinha dois faróis retangulares.

No ano seguinte o Passat ja chegou ao Brasil, nas versões L (Luxo) e LS (Luxo Super), equipadas com motor 1.5 com 65 cv de potencia. O Passat inovou no Brasil, sendo um dos primeiros carros com motor refrigerado a água, tração dianteira e estrutura monobloco. Foi o primeiro carro nacional a usar a correia dentada. Ainda em 1974, a VW apresentou a versão quatro portas. O primeiro Passat nacional tinha dois faróis redondos.

Em 1976 foi lancada a versão esportiva TS (Touring Sport), com quatro faróis redondos, faixas laterais com o logotipo TS e vários detalhes esportivos por dentro e por fora. O Carro tinha motor 1.6 com 80 cv.

Em 1978 foram lancadas mais duas versões, a LSE (Luxo Super Executivo), que foi por muito tempo o carro mais luxuoso da Volkswagen no Brasil, com motor 1.6 e a versão esportiva Surf.

VW Passat 1979

Em 1979 a Volkswagen fez a primeira reestilizacao no Passat nacional, que passou a ter dois faróois retangulares. No mesmo ano, depois da crise do petróleo, chega a versão a álcool. Em 1981 o Passat alemão e reestilizado e ganha tracos do Santana, que o substituiu aqui no Brasil.

Em 1983 o Passat nacional passa por mais uma reestilização, passando a ter quatro faróis quadrados, para-choque de plastico e cambio de cinco machas. O Passat TS passa a se chamar Passat GTS e surge a versão GLS. Entre 1983 e 1986 milhares de Passat quatro portas foram importados para o Iraque e rodam por lá até hoje.

Em 1984 o Passat todas as versões do Passat mudam de nome, a versão de entrada passa a ser Especial, a versão LS passa a se chamar Village, o GTS vira GTS Pointer, que se tornou o Passat mais querido pelos brasileiros, com motor 1.8 do Santana. A Volkswagen lança o Santana, que é a segunda geração do Passat alemão.

Em 1985 a VW melhorou o acabamento interno, o estofamento, o painel e inseriu o ar-condicionado no Passat. Em 1988 o Passat foi descontinuado no Brasil para dar espaço ao Santana, lançado em 1984.

Em 1989 e lançada a terceira geração do Passat na Alemanha, a unica que nunca foi fabricada ou importada oficialmente para o Brasil. Em 1993 chega a quarta geração, muito mais moderna. Em 1995 a Volkswagen passa a importar o Passat da Alemanha para o Brasil, nas versões seda e perua (Variant). Em 1996 o Passat passa a ser montado na plataforma do Audi A4 na sua quinta geração.

 

Em 1998 a Volkswagen apresenta o “Novo Passat” no Salão do Automóvel de São Paulo, com mecânica 100% Audi, nas opções 1.8, com motor 1.8 20V com 125 cv, 1.8T, com motor 1.8 20V turbo com 150 cv e V6, com motor V6 24V 2.8 com 193 cv.

Em 2001 o Passat ganha linhas mais arredondadas.

Em 2005 o Passat ganha a sua sexta geração e passa a ser montado sob a plataforma do Golf V. O Passat era oferecido nas opções 2.0 turbo com 200 cv e V6 aqui no Brasil.

Em 2010 a Volkswagen apresenta a nova sétima geração, com o novo design global da Volkswagen.

Em 2011 chega ao Brasil versão cupê de cinco portas, chamada Passat CC, com motor V6 3.6 TFSI de 300 cv e tração nas quatro rodas.

Em 2012 a sétima geração chega ao Brasil, em com motor a gasolina 2.0 turbo com 211 cv.
Em 2013 e lançado o CC, perdendo o nome Passat.

%d blogueiros gostam disto: