terça-feira ,23 julho 2024
Home / Ficha Técnica / 5 melhores sedans até R$10 mil

5 melhores sedans até R$10 mil

Fiz uma lista com os 5 melhores sedans até R$10 mil. Nesta seleção, sedans médios fabricados nos anos 1990, a maioria deles completo. Todos os sedãs desta lista são equipados com os motores GM Família II ou VW AP-1800 e AP-2000, o que torna a vida dos proprietários mais fácil na hora de encontrar peças, porém, peças de acabamento, faróis, lanternas e vidros são mais difíceis de ser encontrados, mas como são veículos que venderam muito, a disponibilidade de peças nos desmanches ainda é grande.

5 – Ford Verona

Lançado em 1989 em versão 2 portas, o Ford Verona teve vida curta, saindo de linha em 1992. Tinha opções de motores 1.6 e 1.8. Em 1993, a Ford relança o Verona (modelo 1994), mas desta vez como um sedã de 4 portas, com motor 1.8 ou 2.0. O Verona mudou de nome na linha 1997, passando a se chamar Escort sedan, ganhou uma nova frente e o novo motor Zetec 1.8 16V a gasolina de 115 cv. Saiu de linha no começo de 1998.

Ford Verona 1.8i GL 1996

[table id=7 /]

Equipamentos:  básico

Opcionais: direção hidráulica

Prós: economia de combustível

Contras: falta de equipamentos, revenda

Ford Verona à venda

4 – Ford Versailles

Fruto da Autolatina, o Versailles foi lançado em 1991 para substituir o Del Rey. O Versailles era uma cópia da  do VW Santana, o qual compartilhava plataforma. Em 1995 (linha 1996), ganhou uma nova grade dianteira, com a nova identidade global da Ford (foto acima). Com o fim da Autolatina, saiu de linha em 1996, sendo substituído pelo Mondeo. O sedam era vendido na Argentina com nome de Galaxy.

Versailles 1.8i GL 1995

[table id=9 /]

Equipamentos:  básico

Opcionais: pacote 1: direção hidráulica, alarme, vidros e travas elétricas. Pacote 2: pacote 1 + ar condicionado e rádio/toca-fitas e antena elétrica.

Prós: compartilha peças do Santana

Contra: falta de equipamentos de série, revenda

Ford Versailles à venda

3 – Daewoo Espero

Lançado no Brasil em 1994, o Daewoo Espero foi um sucesso no Brasil, ficando sempre no top 10 entre os importados, sempre a frente do Toyota Corolla, hoje o sedã médio mais vendido do Brasil. Foi importado até 1997, sendo substituído pelo Nubira, que não repetiu o seu sucesso.

Lançado na Coreia do Sul em 1990, o sedã Daewoo Espero era baseado na plataforma do Vectra A e usa a mesma mecânica 2.0 MPFI com 110 cv do Vectra. O seu design bonito até para os dias atuais, foi desenvolvido pelo estúdio Bertone, na Itália.

Espero CD 2.0 1997

[table id=15 /]

Equipamentos de série: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros, travas e retrovisores elétricos, alarme e rádio/toca fitas.

opcionais: rádio/CD player, freios ABS e teto solar.

Prós: compartilha peças dos carros da GM, bem equipado de série

Contra: Dificuldade de encontrar peças de acabamento e vidros, revenda

Daewoo Espero à venda

2 – Chevrolet Monza

Lançado em 1982 na versão hatch,  foi com a carroceria sedã que o Chevrolet Monza fez sucesso, sendo veículo médio de maior sucesso da história da indústria automotiva brasileira. Foi o carro mais vendido do Brasil nos anos de 1984, 1985 e 1986. Teve versões esportivas com o hatch S/R 1.8, de 1985 e luxuosas como Classic 2.0, de 1990.

Lançado na Europa com o nome de Opel Ascona, saiu de linha em 1988, sendo substituído pelo Opel Vectra A. Em 1990 (linha 1991), passou por uma reestilização e ganhou novos equipamentos, como painel digital e Freios ABS (como opcionais na versão Classic SE) e injeção eletrônica como opcional para todas as versões. No Brasil, o Monza conviveu com o Vectra A de 1993 a 1996, quando ambos foram substituídos pelo Vectra B.

Monza GLS 1995

[table id=14 /]

Equipamentos: ar-condicionado, direção hidráulica, alarme, vidros, travas e retrovisores elétricos, rodas de liga leve e faróis auxiliares.

Opcional: rádio/toca fitas e antena elétrica.

Prós: bem equipado, facilidade de encontrar peças, revenda

Contras: consumo maior e desempenho mais fraco que o Santana, injeção singlepoint

Chevrolet Monza à venda

1 – VW Santana

Lançado em 1984, o Santana marcava a entrada da VW no seguimento de luxo. Baseado na segunda geração do Passat de 1980, mudou de nome para brigar com o então moderno Monza. Estava disponível com motor 1.8 e câmbio de 4 marchas. Em 1985, o câmbio de 5 marchas passou a ser item de série. O motor AP-2000 só chegou em 1988.

Em 1991, passou por uma reestilização, também ganhou equipamentos exclusivos. Foi o primeiro carro nacional a oferecer o sistema de freios anti-travamento ABS (como opcional na versão GLS). Todas as versões passaram a oferecer injeção eletrônica como opcional (singlepoint no 1.8 e multiponto no 2.0).

Em 1996, passou por leves mudanças, em 1998 (linha 1999), passou por uma reestilização, ganhando nova frente, nova traseira, novo interior e perdendo o quebra-vento. Saiu de linha em 2005.

VW Santana GLi 1.8 1996

[table id=13 /]

Equipamentos: Direção hidráulica e rodas de liga leve.

Opcionais: Pacote 1: ar-condicionado e travas elétricas. Pacote 2: ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, alarme e rádio/toca-fitas.

Prós: melhor consumo e desempenho que o Monza, equipamentos, revenda

Contras: porta-malas menor que o Monza

VW Santana à venda

About Junior Nunes

Você pode Gostar de:

Chevrolet Onix vendeu mais de 1000 unidades a mais que Hyundai HB20 na primeira quinzena de janeiro

  O Chevrolet Onix está cada vez mais perto do líder de vendas há 26 …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *